Brasília/DF
4003 1602 (61) 99143-6466
Recife/PE
4003 1602 (81) 99279-3331
Anápolis/GO
4003 1602 (61) 99143-6466
Pelotas/RS
4003 1602 (51) 99860-2244
Fortaleza/CE
4003 1602 (85) 99169-6837
Tratamento Dependência Química Feminina

Tratamento Dependência Química Feminina


A dependência de drogas é um dos maiores problemas de saúde pública contemporâneo. Logo, a eficácia de um tratamento específico para atender as características femininas chamou a atenção, fazendo com que a Clínica de Recuperação Terapêutica Viva criasse uma unidade exclusiva para as mulheres.
Na dependência química, homens e mulheres têm motivações, comportamentos e respostas fisiológicas diferentes, segundo os especialistas da Clínica. Em geral, as mulheres se iniciam nas drogas através dos companheiros, enquanto os homens o fazem com os amigos.

No caso da dependência do álcool, as mulheres, por serem mais censuradas socialmente, bebem, predominantemente, em casa, às escondidas. Os homens já o fazem em público, em bares com os companheiros e voltam para casa embriagados. A dependência química do álcool em mulheres se dá a partir da ocorrência de eventos significativos, como a morte do cônjuge ou uma separação, diferentemente dos homens, que não apontam um desencadeamento especial. Na iniciação da cocaína, os motivos femininos passam por depressão, sentimentos de isolamento social, pressões profissionais e familiares e problemas de saúde.

A diferença também se faz notar na expectativa das mulheres em relação à ajuda. Elas esperam um tratamento abrangente que venha curar não só a dependência mas, principalmente, as suas dificuldades emocionais e de vida. A falta de creche, de ajuda legal e de emprego deixa a mulher mais dependente financeiramente. O estigma social e a oposição do companheiro também são mais estressantes. Enquanto a mulher alcoolista é mais encorajada a procurar ajuda especializada pelos pais e filhos, o homem é estimulado pela companheira.

As diferenças fisiológicas levam a mulher a uma vulnerabilidade maior para todas as drogas. As mulheres têm mais gordura corpórea proporcionalmente a água  e apresentam níveis menores de enzima álcool-desidrogenase (enzima que ajuda a metabolizar o álcool ingerido), o que faz com que elas absorvam 30% mais do álcool ingerido que os homens e apresentem uma alcoolemia maior.

A Equipe multidisciplinar da Clínica de Recuperação Terapêutica Viva está empenhada e dedicada para acolher e tratar todas as dependentes de acordo com o perfil de cada uma. Essa ampla assistência é uma das responsáveis pelos bons resultados do trabalho e referência da Clínica

Blog


Como se internar em uma clínica psiquiátrica?

Como se internar em uma clínica psiquiátrica?

Os conflitos diários, perdas, dificuldades em lidar com as emoções, estresse, uso de drogas ilícitas, hereditariedade, exagero no uso de medicações especificas...

LER MAIS

Como ajudar alguém a deixar de fumar?

Como ajudar alguém a deixar de fumar?

O tabagismo mata mais de 10 mil pessoas a cada dia. No Brasil, essa soma é de aproximadamente 200 mil pessoas por ano as quais morrem de problemas relacionados ao uso do cigarro....

LER MAIS

Onde encontrar tratamento para parar de fumar?

Onde encontrar tratamento para parar de fumar?

O tabagismo é uma prática bastante comum em nossa sociedade. As pessoas fazem o consumo do tabaco de forma livre e ignoram os riscos de essa prática causar dependência e precisar de tratamento....

LER MAIS

Como diagnosticar um alcoólatra?

Como diagnosticar um alcoólatra?

O consumo de álcool é uma prática comum em nossa sociedade. É frequente que a pessoa que caminha para a dependência não perceba ...

LER MAIS