Brasília/DF – (61) 3244-1810 (61) 98247-4460
Recife/PE – (81) 3032-4567 (81) 99535-2737
Anápolis/GO – (62) 98259-1481
Pelotas/RS – (53)3305-2456 (53) 99900-2244
Comprador compulsivo tratamento

Comprador compulsivo tratamento


Já ouviu falar de oniomania? É o nome dado pela psicologia aos portadores de transtorno de compras compulsivas. E não se engane, ela não é inofensiva como pode parecer a princípio. O comprador compulsivo sofre por ser assim. Preocupa-se o tempo todo com a próxima aquisição e perde o controle uma vez que decide ir às compras, elevando os gastos cada vez mais. Tentativas frustradas de reverter o quadro levam frequentemente a depressão, quadros de culpa excessiva, e prejudicam o convívio social e familiar, quando o indivíduo passa a mentir para família e amigos sobre sua real situação financeira, geralmente caótica.

O Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP estima que aproximadamente 5% da população brasileira apresenta esse comportamento, o que significa aproximadamente 10 milhões de pessoas. Não se sabe ao certo o que causa a doença, mas frequentemente seus portadores sofrem de desordens de ansiedade, muitas vezes graves como transtorno obsessivo-compulsivo e síndrome de borderline.

Portanto, o portador desse transtorno deve buscar ajuda especializada para diagnóstico e tratamento das causas que o levam a comprar compulsivamente, pois só assim ele poderá retomar o controle sobre sua vida. Frequentemente os tratamentos mais utilizados são a combinação de medicamentos psicotrópicos (em geral antidepressivos) e terapia cognitivo-comportamental, que têm obtido mais sucesso no combate à doença.

O interessante da combinação é que ela abrange tanto o tratamento da ansiedade com a medicação quanto a modificação comportamental do paciente. Nesses casos, o tratamento medicamentoso é feito de forma a controlar a ansiedade do paciente que culmina no gasto excessivo. Caso haja o diagnóstico de algum transtorno de ansiedade, ele deverá ser tratado junto com as terapias voltadas às compras.

Entretanto, o indivíduo deve entender que só a medicação não funciona. Ele deverá reaprender a comprar e desenvolver novos hábitos saudáveis que lhe tragam satisfação. Um primeiro passo é fazê-lo reconhecer que é portador da doença. Muitos pacientes se escondem atrás de mentiras a si próprios e negam que realmente precisam de ajuda. A terapia, além de ajudá-lo com isso, também irá lhe orientar a se livrar dos cartões de crédito e talões de cheque, fontes fáceis de endividamento, bem como a passar a fazer compras com algum familiar ou amigo que o auxilie a distinguir uma compra por impulsão de uma por necessidade.

Com o tempo, o portador do transtorno passa a conseguir identificar os gatilhos que o levam a compras sem sentido, e, com isso, passa a controlá-los melhor. Além disso, conforme sua situação financeira vai se estabilizando, ele desenvolve sua autoestima e, aos poucos, aprende a diferenciar uma compra compulsiva de uma compra normal. O mais importante, entretanto, é o trabalho de ressignificação das compras: o paciente deve descobrir prazer em outras atividades, como exercícios ou atividades culturais. E deve entender que existem outras formas de se sentir amado, bonito e bem-sucedido que não seja através de produtos que trazem essas promessas.

Blog


Como se internar em uma clínica psiquiátrica?

Como se internar em uma clínica psiquiátrica?

Os conflitos diários, perdas, dificuldades em lidar com as emoções, estresse, uso de drogas ilícitas, hereditariedade, exagero no uso de medicações especificas...

LER MAIS

Como ajudar alguém a deixar de fumar?

Como ajudar alguém a deixar de fumar?

O tabagismo mata mais de 10 mil pessoas a cada dia. No Brasil, essa soma é de aproximadamente 200 mil pessoas por ano as quais morrem de problemas relacionados ao uso do cigarro....

LER MAIS

Onde encontrar tratamento para parar de fumar?

Onde encontrar tratamento para parar de fumar?

O tabagismo é uma prática bastante comum em nossa sociedade. As pessoas fazem o consumo do tabaco de forma livre e ignoram os riscos de essa prática causar dependência e precisar de tratamento....

LER MAIS

Como diagnosticar um alcoólatra?

Como diagnosticar um alcoólatra?

O consumo de álcool é uma prática comum em nossa sociedade. É frequente que a pessoa que caminha para a dependência não perceba ...

LER MAIS