Brasília/DF – (61) 3244-1810 (61) 98247-4460
Recife/PE – (81) 3032-4567 (81) 99535-2737
Anápolis/GO – (62) 98259-1481
Pelotas/RS – (53)3305-2456 (53) 99900-2244
Clínica de recuperação de dependentes químicos

Clínica de recuperação de dependentes químicos


A dependência química é uma doença em que a pessoa se utiliza indiscriminadamente de substâncias nocivas tanto lícitas (álcool, nicotina, medicamentos) quanto ilícitas (drogas e entorpecentes). Os efeitos desse vício não atingem só o usuário, mas também afetam toda sua família e seu círculo social, seja no aspecto emocional quanto no financeiro. A autodestruição não acontece porque o dependente a deseja: uma vez que o corpo se torna dependente das químicas, elas passam a ser tão vitais quanto a comida, e a recuperação é o caminho mais difícil a ser seguido.

Existem diversos tratamentos disponíveis para o quadro, que variam de acordo com o paciente e com o grau de dependência desenvolvido. A Clínica Viva Melhor está sempre em busca dos métodos mais pioneiros de terapias e medicamentos específicos para cada caso. Nossos profissionais priorizam a desintoxicação inicial rápida do paciente, logo no início do programa, para livrar o corpo dos efeitos das substâncias tóxicas e auxiliar o dependente a retomar a capacidade de controle dos próprios pensamentos.

É preciso ter em mente que o caminho para a recuperação é longo e, nos casos em que o dependente já não possui mais controle sobre a própria vida e os próprios pensamentos, a decisão deverá partir da família, pois ele já não possui mais discernimento para buscar a solução sozinho. Esses casos requerem internação, e a duração do tratamento deverá ser avaliada paciente a paciente, pois é um dos fatores que mais influenciará em sua cura.

A Clínica Viva Melhor dispõe, para os casos mais graves, de serviços de resgate em qualquer ponto do território nacional, que levarão o paciente com o maior cuidado e discrição para alguma de nossas clínicas para início imediato do tratamento. Lá, eles passarão por uma avaliação com uma equipe médica para individualização do processo, serão inseridos em atividades de grupo e ressocialização com a família, e terão acesso à terapia mais indicada.

Nossos psicólogos e psiquiatras têm especial cuidado para tratar não só o vício, mas qualquer necessidade do paciente, de forma a identificar e cuidar de qualquer problema emocional que possa servir como gatilho para que ele vá buscar conforto nas drogas. Caso necessário, o tratamento será combinado com intervenção medicamentosa, sempre priorizando o bem estar e o conforto do paciente, e sendo readaptado conforme suas necessidades vão se modificando.

Após a alta da internação, o tratamento continuará a ser ministrado com um suporte psicoterapêutico enquanto o paciente se reabilita à vida cotidiana. Ele continuará a ser assistido e monitorado, para sua segurança e da família. Deve-se ter em mente que o dependente químico não tem alta: ele estará sempre dependendo de tratamento e suporte psicológico, para que não tenha recaídas e possa viver da forma mais normal possível.

Clique aqui e fale conosco.

Blog


Como se internar em uma clínica psiquiátrica?

Como se internar em uma clínica psiquiátrica?

Os conflitos diários, perdas, dificuldades em lidar com as emoções, estresse, uso de drogas ilícitas, hereditariedade, exagero no uso de medicações especificas...

LER MAIS

Como ajudar alguém a deixar de fumar?

Como ajudar alguém a deixar de fumar?

O tabagismo mata mais de 10 mil pessoas a cada dia. No Brasil, essa soma é de aproximadamente 200 mil pessoas por ano as quais morrem de problemas relacionados ao uso do cigarro....

LER MAIS

Onde encontrar tratamento para parar de fumar?

Onde encontrar tratamento para parar de fumar?

O tabagismo é uma prática bastante comum em nossa sociedade. As pessoas fazem o consumo do tabaco de forma livre e ignoram os riscos de essa prática causar dependência e precisar de tratamento....

LER MAIS

Como diagnosticar um alcoólatra?

Como diagnosticar um alcoólatra?

O consumo de álcool é uma prática comum em nossa sociedade. É frequente que a pessoa que caminha para a dependência não perceba ...

LER MAIS